Buscar

Allink - Neutral Provider

Portal do Cliente

Notícias Allink


Maersk Line adquire a Hamburg Süd
Dec/16 01

Maersk Line adquire a Hamburg Süd

Fonte | Portos e Navios

A Maersk Line e o Grupo Oetker anunciam que chegaram a um acordo para a Maersk Line adquirir a Hamburg Süd, a empresa de navegação alemã. A aquisição está sujeita ao acordo final e aprovações regulatórias.

A Hamburg Süd é a sétima maior linha de transporte marítimo de contêineres do mundo e líder nos negócios Norte-Sul. A empresa opera 130 navios porta-contêineres com uma capacidade de 625 mil TEUs. Possui 5.960 funcionários em mais de 250 escritórios em todo o mundo e comercializa seus serviços através das marcas Hamburg Süd, CCNI (com sede no Chile) e Aliança (com sede no Brasil). Em 2015, a Hamburg Süd teve um volume de negócios de US$ 6,726 bilhões, dos quais US$ 6,261 bilhões decorrentes de suas atividades de linha de contêineres.

"Hoje é um novo marco na história da Maersk Line. Estou muito satisfeito que chegamos a um acordo com o Grupo Oetker para adquirir a Hamburg Süd. A Hamburg Süd é uma empresa muito bem gerida e altamente respeitada, com marcas fortes, funcionários dedicados e leais. A Hamburg Süd complementa a Maersk Line e juntos podemos oferecer aos nossos clientes o melhor dos dois mundos, em primeiro lugar nos negócios Norte - Sul ", afirma Søren Skou, CEO da Maersk Line e do Grupo Maersk.

"Estamos orgulhosos de nos juntarmos ao líder do mercado global Maersk Line.Mesmo ganhando acesso a uma rede superior e sistemas, vamos continuar a marca Hamburgo Süd e modelo de negócio oferecendo soluções personalizadas para nossos carregadores e consignatários. Ao juntar forças, tanto Maersk como Hamburg Süd vão fortalecer suas carteiras de produtos e suas posições de custo em benefício de seus clientes ", diz Ottmar Gast, presidente da Diretoria Executiva do Grupo Hamburg Süd.

"Renunciar ao nosso compromisso no transporte marítimo depois de 80 anos de propriedade da Hamburg Süd não foi uma decisão fácil para a minha família. Estamos muito confiantes, porém, ter escolhido o melhor de todos os parceiros possíveis. A Maersk irá preservar e crescer a Hamburg Süd. É o que a marca e toda a organização e uma força de trabalho altamente dedicada representam: serviços logísticos confiáveis e de alta qualidade para nossos clientes", diz August Oetker, presidente do Conselho Consultivo do Grupo Oetker.

Em 22 de setembro de 2016, a Maersk Line anunciou que aumentaria sua participação de mercado de forma orgânica e por meio de aquisições.

"A aquisição da Hamburg Süd está de acordo com nossa estratégia de crescimento e aumentará os volumes tanto da Maersk Line quanto da APM Terminals", diz Søren Skou.

A Hamburg Süd e a Aliança continuarão como marcas separadas e continuarão a servir os clientes através dos seus escritórios locais.

"A Hamburg Süd e a Aliança têm propostas de valor competitivo e atraente para o cliente, que queremos preservar e proteger, queremos manter o toque pessoal e o envolvimento que eles oferecem aos seus clientes", diz Søren Skou.

Os clientes da Hamburg Süd e Maersk Line terão acesso aos serviços ponta-a-ponta dedicados prestados pela Hamburg Süd nas operações Norte-Sul, bem como à flexibilidade e ao alcance proporcionados na rede global da Maersk Line. Além disso, a rede combinada permitirá à Maersk Line desenvolver novos produtos com menores tempos de trânsito.

"Nossa rede combinada proporcionará oportunidades excitantes para desenvolver novos produtos e explorar sinergias operacionais. Os clientes da Hamburg Süd e Maersk Line se beneficiarão de mais opções e melhores produtos", conclui Søren Skou.

A aquisição está sujeita a "due diligence", acordo final e sujeito a aprovação regulamentar na China, Coreia do Sul, Austrália, Brasil, Estados Unidos e União Europeia. A Maersk Line espera que o processo de regulamentação dure até o final de 2017. Até então, a Hamburg Süd ea Maersk Line continuarão a funcionar como de costume.

Com a aquisição, a Maersk Line terá uma capacidade de cerca de 3,8 milhões de TEUs e uma participação de 18,6% na capacidade global. A frota combinada será composta por 741 navios porta-contêineres com uma idade média de 8,7 anos.

O acordo com a Hamburg Süd não tem impacto financeiro em 2016.

Fonte