Buscar

Notícias Allink


BRASIL SOBE 10 POSIÇÕES NO RANKING DE EFICIÊNCIA LOGÍSTICA DO BANCO MUNDIAL
Jul/16 27

BRASIL SOBE 10 POSIÇÕES NO RANKING DE EFICIÊNCIA LOGÍSTICA DO BANCO MUNDIAL

Fonte | Revista Tecnologística

O Banco Mundial divulgou, no mês de junho, os resultados de sua pesquisa bienal de logística, que faz um comparativo entre 160 países e estabelece um ranking, intitulado Logistics Performance Index (LPI). Na nova versão, o Brasil aparece na 55ª colocação, o que representa um salto de dez posições na comparação com a edição anterior do estudo, lançada em 2014, quando o país ocupava o 65º lugar. Apesar da boa novidade, a posição ainda está abaixo da observada em 2012, quando o Brasil era o 45º colocado no LPI, e em 2010, quando estava na 41ª posição.

No Bric, o Brasil está à frente somente da Rússia, que aparece na 99ª posição. África do Sul, China e Índia foram classificadas, respectivamente, como 20ª, 27ª e 35ª. Na América do Sul o país supera o Uruguai, em 65º, a Argentina, em 66ª, o Peru, em 69ª, a Colômbia, em 94º, e o Paraguai, no 101º lugar. O Chile, porém, ocupa uma posição melhor que o Brasil, na 46ª colocação. A Alemanha lidera o LPI, seguida por Luxemburgo, Suécia, Holanda, Singapura e Bélgica. Os Estados Unidos aparecem na décima posição.

Além da performance logística, a pesquisa também avalia a infraestrutura dos países. Nesse quesito, a Alemanha também lidera o ranking, e o Brasil aparece na 47ª posição, sete colocações acima do resultado de 2014. Em 2010, porém, o país estava na 37ª posição.

 

O levantamento do Banco Mundial é baseado em estudos de mais de 120 especialistas. No Brasil, colaboraram a Revista Tecnologística e o Instituito de Logística e Supply Chain (Ilos).

Fonte